sábado, 9 de junho de 2007

. laboratorio em domicilio .

o rapaz do laboratorio chegou ao hotel cedo, 8:15h. pode mandar subir, mister raguvir, obrigada.
bom dia, namaste, entre por favor, fique a vontade: o rapaz tirou os chinelos.

mandou eu sentar na poltrona, colocou a bolsa sambada em cima da mesinha de centro, abriu o ziper e tirou de dentro uma seringa descartavel lacrada (ufff), uma ampola, um torniquete de velcro, um vidrinho parecido com de maionese cheio de bolinha de algodao e alcool e um bolinho de esparadrapo. "se o senhor quiser lavar as maos eh ali, oh". o rapaz ficou meio desconcertado mas foi no banheiro lavar as maos e voltou. "pronta?" eu disse que sim e ele amarrou o torniquete no meu braco, mandou eu fechar a mao e comecou a procurar uma veia boa enquanto esfregava o algodao com alcool. "posso tentar o outro braco?". claro.

a essa altura eu ja tava apavorada, mas a idade ta me deixando covarde. um rapaz suado, fedorento, descalco, sem luvas e com as unhas mais pretas desse lado da galaxia estava prestes a furar o meu braco pra colher sangue. vou reclamar? vou nada! vai que o rapaz se enzamboa comigo e resolve tacar a seringa no meu olho? ou atinge o nervo ulnar de proposito pra me deixar com a mao aleijada? nao dei um pio.

minhas veias sao terriveis de achar, expliquei pra ele com um risinho histerico. nao se preocupe, vai dar tudo certo. tomara, pensei, tomara mesmo. aih ele apertou meu braco acima do cotovelo com toda a forca, dobrou e estendeu meu cotovelo 3 vezes, parecia que meu braco ia explodir. ele enterrou a agulha num local nirvanicamente escolhido e aos poucos um pouquinho de sangue foi escorrendo para dentro da seringa. pronto, ele disse, e mandou eu apertar o local da picada com forca. desenrolou um pouquinho do bolo de esparadrapo improvisado, rasgou um quadradinho e aplicou no local. idade? toma algum remedio? volto as 6 da tarde com os resultados. obrigada, namaste.

como disse antes, minhas veias sao problematicas, birrentas. sempre dao trabalho, sempre fico com uma manchona roxa e dolorida que demora dias pra sair enquanto fica preta, verde, amarela. nao senti a dor da agulhada. juro. no local da picada mal se nota um minusculo pontinho completamente indolor.

(!!!)

4 comments:

Claudia disse...

Como assim vc tem um blog e n�o tinha me dito???? :) Tudo bem, eu n�o perguntei... :)
Estou dando uma saidinha, mas na volta eu vou sentar e ler tudinho...
Ah.. j� te agradeci por aquele email milh�es de vezes? Obrigada, obrigada, obrigada... :)

Marcio Nel Cimatti disse...

Adorei o texto deu para imaginar tudo!!!

Bjo!

Marcio

Anathalia disse...

Olá Anita! Cheguei aqui pelo blog da Claudia. Já li tudinho! Adorei e vou voltar mais vezes.
Um abraço!

Ana disse...

claudinha: obrigada a voce! :***

marcio: que bom que deu pra "ver" o que aconteceu!

nath: volte sim, serah muito bem-vinda!

| Top ↑ |