quinta-feira, 6 de março de 2008

. mais impressoes .

ouquei. vim pra china a primeira vez ano passado, entre marco e abril, fiquei em uma cidade relativamente grande (wuhan), num hotel bem confortavel e numa area bem nobre. foi um sonho - principalmente comparado com o chiqueiro de porco que era gandhidham. agora que estou aqui em liaoyang, cidade pequena (2 milhoes de habitantes, pelos padroes chineses, eh cidade pequena), num hotel onde as estrelas precisam de uma bela esfregada com brasso, e as coisas sao um pouquinho diferentes (e iguais, mas so agora to admitindo).

. agua quente: de onde eu venho, tomar agua quente eh uma das tecnicas usadas para induzir o vomito, mas aqui tomar agua gelada eh quase um crime, faz mal.

. cerveja quente: aih ja eh quase uma heresia, mas eh como eh. voce pede uma estupidamente gelada e vem uma garrafa (de 500ml) ligeiramente acima da temperatura corporal. eh de lascar.

. almoco as 11 e jantar as 17: putz, as 11 da manha eu ainda to tentando digerir o ultimo bocado do cafe-da-manha. ou esse povo comeca a comer ainda de madrugada ou todo mundo tem uma draga no lugar do estomago.

. as quantidades: e por falar em draga... ja falei isso antes, mas vou falar de novo. nao sei se eh uma maneira de mostrar hospitalidade, se eh um sintoma da "liberdade" recentemente adquirida ou se eh assim mesmo, mas em todas as refeicoes que a gente fez em restaurante foi pedida uma quantidade absurda de comida. daria pra alimentar pelo menos o dobro das pessoas presentes. e o povo aqui COME que nao eh brincadeira.

. os pratos 1: a comida eh deliciosa, mas as vezes o visual eh meio complicado para os padroes ocidentais, tipo, uma ave com cabeca e bico e tudo. meio explicito, mas tudo bem. como nao sou muito fa de sopas, as vezes passo aperto, mas nada muito serio. o que definitivamente nao entra eh tofu, quem me conhece ja sabe, mas aqui nao tem aquele tofu japones completamente sem gosto - motivo, alias, pelo qual eu nao sou chegada - e sim um tofu absolutamente fedorento e com gosto de espirro. muito ruim.

. os pratos 2: os pratos em si, a louca (loussa) - melhor dizendo -, nao sao os ocidentais. as vezes sao do tamanho de um pires, com uma cumbuquinha do lado para a indefectivel sopa. fica dificil saber a quantidade que se come, ja que a a gente se serve pouco a pouco.

. as demonstracoes publicas do que eh *absolutamente* privado: arrotar, peidar, cuspir, limpar o nariz ou a orelha - tudo normal e socialmente aceito. eu nao ligo muito, sei que eh cultural. ja falei que eles mastigam de boca aberta, falam com a boca cheia e fazem tiziu?

. a moda: minha primeira impressao, ano passado, em uma cidade maior, mais cosmopolita e numa vizinhanca mais chique, meio que me deslumbrou. aqui "em nois" a coisa eh bem diferente. muito brilho, no lugar errado, na hora errada, umas botas equivocadas, uns cabelos frisados horrorosos, umas plumas (!), enfim.

. a consciencia politica: nula. o povo realmente acredita que o estado estah aih pra dizer pra voce o que eh bom e o que nao eh. eu fico incrivel com isso.

. o bairrismo: nosso inspetor chefe, um cara jovem, que mora em beijing, que tem contato com pessoas do mundo inteiro, nao sabe o que eh maionese, nao quer saber e ja disse em alto e bom som que "experimentar comidas de outros paises eh uma tarefa muito dura". sem comentarios.

3 comments:

Karin disse...

remarks:
"gosto de espirro" - hauhauahauahua
"fazem tiziu" - ?????

Você já tá pegando o espírito do Gilberto... hahahaha muito bom...
Pensa que aí não tem (ou vc não comentou ainda) as moscas, a água suja, os vermes e a poeira...

beijocas

Karin disse...

esqueceu do blog, é ?????
bjs

Andrea disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk..
Aninha!
Eu me divirto demais com seus comentarios..
Parece que eu to ouvindo sua voz reclamando..
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk..
Saudade!
Bjoo

| Top ↑ |