quarta-feira, 15 de abril de 2009

. Susan Boyle (sim, eu tambem vou dar minha opiniao) .

Claro que voce ja viu o video e se nao viu, por favor, veja aqui (nao da pra "embebedar").
Susan Boyle tem 47 anos, nunca foi beijada, vive com um gato ja meio idoso chamado Pebbles e tinha desistido de cantar pra cuidar da mae doente que veio a falecer em 2007... ateh resolver tentar novamente a sorte no programa "Britain's Got Talent".
E eis que no dia 11 de Abril de 2009 uma senhorinha escocesa de cabelo afarofado, gorducha e com um olhar entre fotofobico e miope adentra o palco onde sua audicao aconteceria. Passos firmes e decididos. Todo mundo pensou Ih, la vem outra sem nocao de ridiculo. Simon Cowell pergunta qual eh o sonho, ao que ela responde, Eu estou tentando ser uma cantora profissional. Nessa hora a camera da um close numa mocinha bonitinha, maquiada, de cabelinho liso fazendo cara de nojo (como ela ousa querer ser cantora profissional??). Susan da o OK, a melodia comeca e quando ela abre a boca pra cantar suas feicoes se transformam: as sobrancelhas relaxam, o sorriso brilha, os gestos ficam largos. Ao final do primeirissimo verso o auditorio vem abaixo em ovacao, tao limpa, forte, clara eh a voz de Susan.
Aqui eu pauso pra elucubrar: quando vejo pessoas julgando o outro - geralmente mal - com essa ligeireza, fico triste, muito triste. A ponto de me perguntar se a humanidade tem jeito. Mas quando vejo essas mesmas pessoas usarem o tiquinho de sensibilidade que ainda possuem pra mudar de ideia e admitir que estavam erradas volto atras e quero acreditar que sim, ha esperanca.
Voltando a vaca fria, Susan, alem de cantar bem, escolheu a belissima cancao "I Dreamed a Dream" (Eu Sonhei um Sonho) do musical "Les Miserables".  Nunca assisti o musical, mas ja li o livro e quando, depois de uma pesquisada rapida, achei a letra da musica, tive certeza que so a personagem Fantine poderia cantar aquela parte. Fantine eh uma das personagens mais tragicas e tristes que ja cruzaram meu caminho e o livro, claro, eh otimo.
"There was a time when men were kind
When their voices were soft
And their words inviting
There was a time when love was blind
And the world was a song
And the song was exciting
There was a time
Then it all went wrong

I dreamed a dream in time gone by
When hope was high
And life worth living
I dreamed that love would never die
I dreamed that God would be forgiving
Then I was young and unafraid
And dreams were made and used and wasted
There was no ransom to be paid
No song unsung, no wine untasted

But the tigers come at night
With their voices soft as thunder
As they tear your hope apart
And they turn your dream to shame

He slept a summer by my side
He filled my days with endless wonder
He took my childhood in his stride
But he was gone when autumn came

And still I dream he'll come to me
That we will live the years together
But there are dreams that cannot be
And there are storms we cannot weather

*I had a dream my life would be
So different from this hell I'm living
So different now from what it seemed
Now life has killed the dream I dreamed."


(*Eu sonhei que minha vida seria
Tao diferente desse inferno que estou vivendo
Tao diferente agora do que parecia
Agora a vida matou o sonho que sonhei)

Lindo! E espero que o sonho de Susan ressucite.
Fonte, Fonte.

5 comments:

Claudia de Paula disse...

Ah, Ana, nao canco de ver este video, e choro toda vez que o vejo.
Voce tem razao quando diz que sente esperanca quando ve casos assim. E acho que e' isso que mexe tanto comigo: ver, nao so o reconhecimento do talento de Susan, mas o arrependimento dos incredulos. Acho que ela mudou a vida de muita gente...
Sim, ainda ha esperanca para a humanidade...

Contra a Maré disse...

Cumade... por num é que é mermo!

Se depender de mim a humanidade tá meio perdida kkkk pois eu só botei fé na senhora, aliás na moça, porque para um "pantin" desse, ela tinha de cantar muito e eu vi antes do teu post... mas é impressionante... lindo!

Que pena é o fato da pessoa ter de desistir da vida para ajudar a mãe... é bonito... mas triste... nós temos de lutar para poder conciliar as coisas. Cantando assim ela podia ganhar uma boa grana para ajudar ainda mais a mãe... mas nem tudo é como a gente pensa, né?

eu mesmo acho que eu devia ganhar pelo menos 5mil por mês, mas não é isso que eu ganho kkk

Bj.

Ciça Donner disse...

É-GU-A... mninha, potaqueparilis... ainda nao tinha visto esse video nao, e igual como aconteceu com o Paul (que cantou Nessum Dorma) fiquei aqui gritando e pulando e uma palavra impublicavel saiu dos meus lábios!!!

Olha, eu ADORO ver esse povo "descabido" colocar os "normais" no chao!

Paula disse...

Ana, eu chorei de verdade de ver esta mulher! Que coragem!! Você acha que ela não sabia o que ia enfrentar? Claro que sim, mas foi lá e matou a pau!! A música, belíssima, a voz, encantadora, e a garra que só nós, mulheres do mundo, temos!!
Viva nós!!!
Uma semana iluminada!!
Beijos
Paula

julinha/gemela disse...

eh....acho que eu sou a unica da turma do contra. Voz legal, si si mas, putz, ja encheu o saco por aqui....o meu incluido....

| Top ↑ |