quinta-feira, 9 de julho de 2009

. A Teoria Tapauer .

Sou uma criatura cheia de teorias e uma delas eh a Teoria Tapauer (eu sei que eh com u, dois p's, blablabla). Pra poder explicar a teoria ha que se fazer um questionamento previo: tudo que estah a venda tem um preco, mas quais sao os criterios que *voce* usa pra julgar se o valor da etiqueta tem fundamento, eh uma barganha ou eh uma obscenidade?

Eu uso basicamente 5 criterios: originalidade, materia-prima, grau de dificuldade, grau de tecnologia envolvida e tempo de feitura.

Originalidade: eh a sacacao do criador, seja quanto ao design, a funcionalidade, a ergonomia, a portabilidade, o respeito ao meio ambiente etc. Eh o pulo-do-gato que ninguem tinha descoberto antes.

Materia-prima fala por si so: um diamante e dificil de achar e demora zilhoes de anos pra ser formado sob condicoes especiais de temperatura e pressao, ja argila... nem tanto.

Grau de dificuldade: imagine o talento e o trabalho que da pra criar (no caso, imitar) um ovo Faberge e compare com um prato de louca comum que eh produzido numa linha de producao. Aqui entra tambem o quesito 'feito a mao' X 'feito a maquina'.

Grau de tecnologia envolvida: quanto foi gasto em pesquisa pra desenvolver um remedio revolucionario que vai salvar milhoes de vidas X desenvolver um novo sabor de suco, sei la, cenoura com laranja? A tecnica eh exclusiva? Ja faz tempo que foi desenvolvida? Ja se pagou? Ficou obsoleto, ja tem um produto ainda mais revolucionario?

Tempo de feitura: uma caneta eh cuspida da maquina a cada 0.896 milisegundo (numero totalmente inventado e puramente ilustrativo) e uma rendeira pode levar um ano fazendo uma colcha de cama.

Pois bem. Voce ja percebeu que os exemplos dados em cada topico foram totalmente dispares e nao guardam relacao entre si. Foi de proposito, pra ampliar seu horizonte. Observe tambem que nao mencionei nada relativo a usabilidade porque entendo numa boa que alguem pode comprar uma coisa magnificamente inutil so por ser bela, por agradar os sentidos. Tambem nao inclui durabilidade ou o quanto voce *precisa* do produto ou raridade ou antiguidade ou se pode ser facilmente ser substituido por um similar e fique livre pra adicionar seus proprios criterios.

E o tapauer? Cade ele? O que ele tem a ver com tudo isso?
Ora, os produtos tapauer sao excelentes, nao deformam, nao soltam as tiras, nao tem cheiro, duram "pra sempre" (eh plastico, ne?), sao otimos, ninguem nega, mas pagar aproximadamente 100 reais num guarda-bolo retangular (23x33cm)? Comassim? O cara bola uma tampinha arredondada, um amarelo bonitinho, uma firula qualquer - talvez pra "agregar valor", joga na linha de producao e acha que pode cobrar CEM reais por isso? Gente, tapauer - ja foi dito no comeco do paragrafo - eh PLASTICO e cem reais sao cem reais! Duvida? Vai na Amazon e digita Tapauer (mas digita direito, senao nao vai dar certo). Isso porque eh nos Estados Unidos, imagino que no Brasil seja ainda mais caro. Serio, to perguntando numa boa, alguem sabe o que justifica esse produto custar tanto?

Por falar em "no Brasil eh mais caro", como se cobra 849 reais por uma calca jeans (joga no Google jeans Diesel 849,00)
Ah, mas porque a marca eh Diesel. E daih? Eh jeans, minha gente! Reles e simples... jeans! Se nao for a prova de bala, agua e fogo e nao sair uma nota de 50 euros toda vida que enfiar a mao no bolso, eh so jeans e pronto. Nao da pra reinventar a roda.

E nem vou me estender mais porque vou comecar a me lembrar de uma pulseira grossa (tipo aquelas de madeira, inteirica, sabe do que eu to falando?) de resina artificial anunciada em uma revista feminina no Brasil que custava 400 reais - isso ha uns 3 ou 4 anos - e comeca a me dar uma raiva, uma revolta de nao entender como eh que o planeta embarcou numa onda completamente sem nocao do que seja um abuso e ainda achar tudo normal.

Minha Teoria Tapauer eh isso.

Ah, eu tambem tenho uma teoria que diz que toda sexta faixa de um CD eh boa, mas acho que ja falei disso aqui.

4 comments:

Contra a Maré disse...

Faço minhas suas palavras... já falaste da 6ª faixa... falta as outras teorias rsrsrs

Daíza disse...

ih,ih,ih,... eu tenho esse guarda-bolo mas nunca usei! é mais um entulho que ocupa lugar no armário da cozinha. nem lembro quanto foi, mas comprei aqui.
sobre os preços, outro dia vi um cinto por 340 euros!!!!! fiquei bestalizada até porque o bicho era bem feio e pelo raciocício da humanidade atual, valia o tanto porque tinha impressa a fogo a MARCA de algum desses estilistas que mandam fazer tudo em China por 1 real e vendem aqui ao preço do quilate.
é isso aí.
Bom domingo!

Borboletas nos Olhos disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, tenho inveja da tua genialidade

Ciça Donner disse...

Terei de discordar cara colega... plastico nao é plastico assim como jeans nao é só jeans... isso fica claro quando vc coloca sua vasinha de plastico nao tupeware (tb nao sei se é assim que escreve mas é assim que alemao fala) no microndas ou na maquina de levar e ela sai toda incriquilhada ou ainda quando vc veste un jeans da 25 de marco (tô sacaneando tá? lá deve ter coisa que preste) e tu ficas com a bunda chata no lugar de competir com as popozudas do funk!

| Top ↑ |