domingo, 13 de setembro de 2009

. Novidade .

Como ja falei, Panama City (Florida) eh uma cidade feita para carros. As pessoas nao andam na rua, ateh porque nao existem muitas calcadas. Para coisas simples como tirar dinheiro do caixa eletronico ou comprar agua temos duas opcoes: uma loja de conveniencia na frente do hotel e um shopping center atras. Falando assim parece facil, o dificil eh sair da propriedade onde o hotel se encontra e atravessar a rua ateh a loja de conveniencia ou andar uma distancia enorme, cruzar todo o estacionamento de um shopping center, num calor do cao, pra entrar no shopping. Fora que agua pesa. Para coisas mais complexas - como A. ir pra fabrica - tem taxi + gorjeta duas vezes ao dia, o que sai bem caro.

Aih decidimos alugar um carro. Como A. estah com a carteira de motorista vencida, a pilota tem que ser eu. So que eu nunca dirigi um carro automatico e, pra ser bem sincera, nao dirijo carro nenhum em um lugar com trafego moderado desde que me formei e voltei pra Lampiao City. Isso foi em 1996. Precisa dizer que eu tava nervosa? Resolvi o problema do medo paralisante encarnando minha porcao Scarlett O'Hara e lembrando que quem dirigiu um Gol bege, 1980, motor de fusca (consertado mil vezes pelas maos pouco ortodoxas e muito "criativas" do meu pai) durante toda a faculdade, dirige qualquer coisa. Alias, se Vicky, a senhorinha de 120 anos que dirigia o shuttle que nos trouxe do aeroporto, dirige um carro automatico, eu tambem posso dirigir.

Modos que ontem ligamos pra uma locadora e pedimos o carro menor, mais simples que eles tinham. Na hora do pega pra capar me deram um upgrade e acabei recebendo isso:


Fonte da foto: automotive.com

Achei interessante o visual meio retro, mas toda vida que olhava pro carro me dava uma vontade de rir sem saber por que. Depois me veio o estalo: esse bicho parece um rabecao.

E como foi dirigir pela primeira vez um carro automatico? Estranho. Voce meio que perde a nocao de que aquilo eh um carro, parece mais um brinquedo, sabe? Eh muito facil, mas ainda vai demorar um pouco pra eu me acostumar a nao usar a perna esquerda, nao ficar procurando uma embreagem, nao apalpar a marcha a todo instante.

6 comments:

Claudia de Paula disse...

KKKK parece mesmo. Eu sempre DETESTEI este carro,desde que saiu aqui. Mas tem gosto pra tudo,ne ?
E olha, so dirijo automatico.Estaria perdida num carro de marcha :)

sigrid costa disse...

Oi querida! Vou te escrever um e-mail com calma... Giulia começou a escola ontem. Tem chorado bastante quando a deixo pela manha... O carro parece carro de gangster, hehehehehe... Por fora è feio demais. Mas levando e buscando, com chuva, com neve, voce vai amar ele com um tempo! Bjos...

Borboletas nos Olhos disse...

Caríssima, além de ficar super contente de receber suas borboletadas, ainda me divirto muuuiiiitttooo lendo suas peripécias (palavra com a idade que a aparência do carro que vc dirige parece ter). Bjs e bjs

Ciça Donner disse...

Bernardo se espocava de rir pq mesmo depois de 6 meses com nosso carrinho automatico eu ainda procurava embreagem... sem graca!!!!

E ai? Vai aderir aos automaticos?

sigrid costa disse...

Como està a direçao do carro de Gangster? Cuidado pro cara que trabalha na alfandega e nao queria deixar voce entrar no lindo paìs dele,nao te ver dirigindo o carro. Senao, vai achar que voce è CAPO de alguma familia mafiosa por aì. Nao fale nem que voce veio da Italia da pouco, heheheheheheheheheh... Beijos! Te escrevo com calma dopo.

Loliveira disse...

Olá Ana, descobri seu blog num link qualquer, dei uma passeadinha por aqui e, A-D-o-r-e-i!
Uma gostosa nostalgia de sentir, seu humor irreverente e ler esse vocabulário peculiar, com as coincidências vividas.

Esse post então, lembra-me uma experiência vivida. Eu acostumada a andar pelas ruas de Fortaleza no meu "golzinho" paguei o maior mico pelas ruas de Lisboa, a tentar adaptar-me a um Smart. A sensação que descreveste foi igualzinha. Hilário!
Cumprimentos!

| Top ↑ |