sexta-feira, 12 de novembro de 2010

. Meio Planeta em uma Semana .

Lembra o que aconteceu aqui? Pois eh, aconteceu de novo. Aparentemente meu visto indiano tinha uma anotacao - que nao estava na area propria para anotacoes - que dizia que eu tinha que me registrar nos primeiros 14 dias de India, logo abaixo da parte que diz a mesmissima coisa em hindi e ingles e que sempre fica confuso de ler porque o carimbo do Consulado vai mesmo em cima. A lei diz que vistos de negocios validos por mais de 180 dias (nosso caso) nao precisam se registrar e nao nos registramos, mas na hora de ir embora o veredito final das autoridades de imigracao foi: A. pode viajar mas voce nao pode. Voltamos pro hotel, perdemos 2 dias indo pra o escritorio de imigracao no centro de Mumbai e finalmente viajamos.

A India e eu temos um negocio, sabe? Ela me quer, nao me deixa ir, nao diz adeus enquanto tudo que eu quero eh me empirulitar daquele lugar mesmo amando o povo, a gentileza, as cores e a riqueza cultural. Exemplos: depois de tudo registrado e legalizado, pronta pra entrar no carro pra ir pro aeroporto, a moca da recepcao liga pros meninos que carregam as malas pra pedir pra eu esperar porque ela esqueceu de cobrar uma diaria. Eu nem tinha percebido, assinei o papelzinho do cartao de credito sem olhar duas vezes, louca pra ir embora. O cartao eh passado novamente, a diaria cobrada e eu entro no carro. No caminho, um engarrafamento gigante por conta de uma peregrinacao que acontece todo ano nessa epoca. Ao chegar no aeroporto, minha porta nao abria. Na hora de passar pela seguranca a moca do raio-x implicou com minhas moedas. Queria ver minhas moedas. Mostrei as moedas depois de tirar t-u-d-o de dentro da bolsa e segui.

Agora estamos nos Isteites depois de 5 dias no Brasil. Chegamos antes de ontem e estamos hospedados no unico cafofo da area que tem quartos para fumantes. Entrando na area da recepcao do "hotel" dou de cara com uma esculturazinha de Lord Ganesha e um monte de enfeites coloridos.  Hoje de manha, quando descemos para o "cafe-da-manha" perguntei ao rapaz se ele eh indiano. Sim, eh, e do mesmo estado do Gujarat onde passamos 13 longos meses de nossas vidas.

Eu: Kem chho! 
Ele: Majama!

2 comments:

Borboletas nos Olhos disse...

Todo mundo que te conhece te quer perto sempre, oras...eu (tal qual a Ìndia) se pudesse também não te deixava ir embora. Saudades demais, tenho um "horror" de fofocas pra te contar...

Taia Assunção disse...

Os indianos estão dominando o mundo...rsrsrs. Isso que é Amor...beijocas Ana.

| Top ↑ |